quarta-feira

Limite

Enquanto o meu corpo cansado, se recompõe...
Vou lamentando não deixar que sangre
a minha alma e que morra a minha voz...
Por vezes dar parte fraca, é compensador.
Deixar de entender a luta que debato
diariamente comigo mesma...
Sinto-me frustrada!
Porque a entrega é sempre total.
Sendo a desilusão...cada vez maior.
Coragem